Penso, logo blog

Janeiro 30 2011

Fui à rua onde vivi até aos 15 anos.

 Olhei para trás e revi-me a andar de bicicleta, a subir às árvores, a jogar à apanhada e às escondidas; senti o calor das noites quentes de Verão em que brincávamos na rua até de noite; ouvi a voz da minha mãe à janela a chamar-me para ir comer; senti as esfoladelas nos joelhos das quedas que dávamos e que bastava soprar para passar….

 Fiz o percurso da casa onde vivia até à escola primária que frequentei; passei pela padaria onde entrava para levar a carcaça do dia para o lanche, revi a loja onde era a drogaria do Sr. Gabriel…

 Senti saudades de quando o tempo corria devagar, dos 3 longos meses de férias de Verão, quando “próxima semana” era muito tempo.

 Tentei segurar a lágrima para mostrar que tinha força, mas o sentimento venceu e a lágrima não segurou.

 E a conclusão a que cheguei é de que devemos viver com muita alegria cada momento das nossas vidas! Eles serão únicos. E que o brilho sempre estará nas pessoas, nunca nos lugares. Como  dizia o poeta, o tempo não pára. E chega de saudade...

publicado por Fátima às 13:29
Tags:

Lindo!
Já tinha saudades de te vir aqui ler...
Nucha a 31 de Janeiro de 2011 às 13:28

Querida Nucha,
Sabes que tenho uma agenda muiiiito preenchida........ mas não podia deixar de registar esta visita à minha infância.
Beijinhos
Fátima a 31 de Janeiro de 2011 às 14:48

... ou será Blog, logo existo?
mais sobre mim
Quem pensa

contador gratis
O Trânsito
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


pesquisar
 
blogs SAPO