Penso, logo blog

Setembro 22 2009
Não me considerando uma pessoa saudosista, há momentos, cheiros, sabores que recordo com ternura:
 
- o cheiro do das mochilas novas, dos cadernos, dos lápis
- o cheiro da cera nos tacos no início da Primavera (tínhamos de abrir todas as janelas e mesmo assim a dor de cabeça era enorme….)
- as torradas feitas naquela chapa que se levava ao lume do fogão e que esturricava as pontinhas do pão
- o pão com tulicreme
- o cheiro adocicado que se espalhava por toda a casa quando a minha mãe fazia os tachos enormes de marmelada que durava todo o ano, nas tijelas tapadas com papel vegetal molhado em aguardente para que não criassem bolor
- os Parodiantes de Lisboa e a radionovela “Maria” à hora de almoço
- as tortas de chocolate que a D. Maria vendia nos degraus da escola primária
- o barulho da máquina de costura da minha mãe à tarde, enquanto eu fazia os trabalhos da escola
- o cheiro doce da minha avó quando chegava a casa, pois ela tinha uma mercearia em Lisboa, e cheirava a legumes e a fruta
- a delícia das sombrinhas e dos lápis de chocolate
- o cheiro da drogaria do Sr. Gabriel onde se iam comprar vassouras, aguarrás, verniz e perfume a avulso
- os serões de Verão passados na rua a brincar e a andar de bicicleta
- o cheiro da roupa lavada no tanque com sabão azul e branco
- o açúcar amarelo guardado nas caixas e que fazia torrões gostosos de derreter na boca
- o cheiro do café feito na cafeteira
- os rebuçados de mel, embrulhados em papel vegetal
- o creme Nívea com que era besuntada na praia, ainda o sol não nos pregava partidas
- andar nos elevadores do prédio da frente para cima e para baixo sem parar, fugindo como se podia à porteira
- o arroz de ervilhas feito pela minha mãe: o melhor arroz de ervilhas do Mundo….
 
Não tenho saudade das sirenes dos navios a partir do cais e que levava o meu pai para as terras distantes das províncias ultramarinas, para uma guerra que eu não compreendia e que ainda hoje não consigo entender.

 

publicado por Fátima às 16:42

Ai o Outono, o Outono ...
E estão 30º ...
Dakota a 23 de Setembro de 2009 às 15:59

Olá Fátima, acho que temos saudades das mesmas coisas . Esses tempos realmente e quem deles fez parte deixam-me tantas vezes com pena de não regressar lá mas tudo isso nos serve para isto mesmo - recordar coisas boas, recordar que nesse tempo e apesar de tantas dificuldades eramos felizes, á nossa maneira, claro está. A bola feita de meias, as caricas, a corda, sei lá tantas coisas boas. Gostei de lembrar tudo isso. Obrigado e um beijo.
lua_sem_sol a 24 de Setembro de 2009 às 10:44

... ou será Blog, logo existo?
mais sobre mim
Quem pensa

contador gratis
O Trânsito
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
18
19

21
23
26

27
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO